Antestreia de Quinta-Feira: Abracadabra de Cláudia Dias

12 outubro, 21h30
Black Box -Espaço do Tempo, Montemor-o-Novo
Entrada Livre

Cláudia Dias aproxima-se da reta final do processo de criação de Quinta-Feira: Abracadabra, a quarta peça do projeto Sete Anos Sete Peças que continua, agora no feminino, tendo como artista convidada a coreógrafa e bailarina Idoia Zabaleta. Dia 12 de outubro Quinta-Feira é apresentada ao público pela primeira vez, em antestreia, no Espaço do Tempo, Montemor-o-Novo.

Idoia Zabaleta, irreverente, livre, implicada, comprometida, responsável, punk, generosa, ativista, inteligente é uma convidada natural deste projeto, fruto da cumplicidade existente entre ambas as artistas desde há vários anos.

Entre si partilham a Técnica de Composição em Tempo Real, quer como ferramenta teórico-prática de composição como de treino artístico. Mas partilham também um posicionamento político, entenda-se, uma forma de estar e de olhar as questões da polis. São vários os assuntos possíveis a emergir deste encontro: a micropolítica e o corpo, as matérias pós-colonialistas, a mulher e o feminismo, a história individual no confronto com o peso avassalador da história colectiva.

Quinta-Feira: Abracadabra estreia em Bilbau no contexto do Festival Dantzaldia, dia 30 de Novembro.

Ficha Técnica

Direção artística Cláudia Dias
Artista Convidada Idoia Zabaleta
Intérpretes Cláudia Dias, Idoia Zabaleta
Assistente Artístico Karas
Desenho de Luz e Direção Técnica Nuno Borda de Água
Cenografia Nuno Borda de Água
Vídeo Bruno Canas
Fotografia Alípio Padilha
Música Fuego de Bomba Estéreo, Banho de Elza Soares, De dentro do Ap de Bia Ferreira, Canción Total de Maria Arnal & Marcel Bagés
Acompanhamento Crítico Jorge Louraço Figueira
Produção Alkantara
Coprodução Teatro Municipal do Porto, Teatro Municipal São Luiz, Moare Danza 
Residências artísticas e apoio Azala, L’animal a l’esquena, O Espaço do Tempo
Difusão Something Great
Agradecimentos Mursego, María Arnal & Marcel Bagés, Helder Azinheirinha

 

Alkantara é uma estrutura financiada por Républica Portuguesa | Cultura/Direcção-Geral das Artes.
Azala y Moare Danza são estruturas financiadas pelo Departamento de Cultura do Governo Basco.