Artificĭu de Inês Campos

10 – 14 de fevereiro 2020
Espaço Alkantara

Depois de apresentar o espetáculo Coexistimos (2018) no Espaço Alkantara no âmbito do Festival Cumplicidades, a coreógrafa Inês Campos volta agora ao Espaço Alkantara para trabalhar no seu novo projeto Artificĭu.

Artificĭu é uma espécie de êxtase mínimal. Um fluxo de mil eventos sobrepostos, ou algo que se repete sem repetição perceptível. A metamorfose perpétua de uma ideia dentro de um corpo e um lugar. É algo que a princípio parece intuitivo e tangível, mas logo se torna escorregadio devido à dissolução persistente da narrativa e à presença suave e vigorosa do vazio. Artificĭu-fala de maneira redonda. O que não foi dito também está na imaginação coletiva do público e tenta conquistar uma justeza profunda a cada momento. O que me toca não é a forma, é a intensidade.

Ficha Artística

Concepção Inês Campos
Com Dylan Reed, Inês Campos, Teresa Campos, Vahan Kerovpyan
Sonoplastia Filipe Fernandes e João Grilo
Desenho e Operação de Luz Mariana Figueroa
Projecção e Desenhos Raphaël Decoster
Adereços e Cenografia Marta Figueroa e Inês Campos
Apoio Teatro do Bairro Alto, Teatro Municipal do Porto
Residências Artísticas Honolulu-Nantes, Teatro do Campo Alegre, Free Flow, Alkantara
Imagem Promocional Raphaël Decoster e Inês Campos
Produção Eira

Notas Biográficas

Inês Campos. Porto, 1990. Trabalha como atriz, bailarina, música e artista visual. Circula actualmente o seu solo coexistimos difundido pela Eira e é performer na tour internacional de MUYTE MAKER de Flora Détraz. É cofundadora do colectivo www.thistakestime.com, co-criou sublinhar com Marta Cerqueira e foi performer na turnê internacional de Cutting Edge (2016/18) de Kalle Nio e Icosahedron (2011/18) de Tânia Carvalho. Formada na Escola Superior de Dança; Fórum Dança PEPPC (2012,Lisboa), Escola Internacional de Teatro Jacques Lecoq (2013,Paris) e Curso de Formadores Musicais na Casa da Música (2014,Porto). Deu formação musical e teatral a comunidades distintas em Portugal, França e Bélgica e é cofundadora da banda SOPA DE PEDRA (www.sopadepedra.pt) na qual compõe, canta e é grafista.