Quinta-Feira: Vamos imaginar o Mundo ao contrário

Sorry, this entry is only available in European Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Quinta-feira: Vamos imaginar o mundo ao contrário, é uma publicação que reúne as reflexões e os textos da equipa e participantes do projeto Sete Anos Sete Escolas.

Com o início da pandemia, interromperam-se os trabalhos de criação de duas peças que seriam apresentadas em Almada e no Porto. Para continuar, foram pensadas novas formas de criação coletiva, que passaram por oficinas on-line, e encontros virtuais entre equipas.

Estas plataformas deram a possibilidade de aprofundar o trabalho de escrita com os e as participantes e encontrar tempo para pensar e escrever sobre processos pedagógicos, artísticos e de formação de uma comunidade.

Numa metáfora para a caixa-negra/palco onde nos iríamos encontrar no final deste ano letivo, foram criadas 100 caixas, todas diferentes entre si, para guardar esta publicação.

Estes projetos de intervenção plástica foram criados por 23 jovens da Escola Secundária Cacilhas-Tejo, em comunicação com a coreógrafa Cláudia Dias e o professor mediador Paulo Diegues Vieira.

Sete Anos Sete Escolas é um projeto satélite do ciclo Sete Anos Sete Peças de Cláudia Dias, promovido pelo Alkantara. Cada peça que Cláudia Dias cria neste ciclo serve de base para a criação de novos objetos artísticos com jovens de escolas de Almada e do Porto.

Sete Anos Sete Escolas é um projeto financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do programa PARTIS – Práticas Artísticas para a Inclusão Social e pela Câmara Municipal de Almada