Encontro Sete Anos Sete Escolas

11 e 12 outubro
Espaço do Tempo, Montemor-o-Novo

Com o início do novo ano letivo começa também um novo ciclo de Sete Anos Sete Escolas. Em outubro a equipa da quarta edição do projeto, alunos, professores e artistas, viaja até ao Espaço do Tempo, Montemor-o-Novo, para assistir à antestreia da peça Quinta-Feira, que servirá de base para os trabalhos deste ciclo.

 

Sete Anos Sete Escolas é um projeto satélite do projeto artístico Sete Anos Sete Peças, no qual a coreógrafa Cláudia Dias se propõe criar uma peça por ano ao longo de 7 anos consecutivos.

Neste projeto as peças de cada ciclo servem de base de trabalho do ponto de vista artístico, formal, e temático para um conjunto de atividades que têm como objetivo o desenvolvimento de competências pessoais, relacionais e de fruição e criação artísticas, de jovens provenientes de contextos geográficos e sociais diversos e culminam em apresentações de peças e filmes/instalações desenvolvidos por diferentes grupos de alunos.

No ano letivo 2019-20, participam no projeto alunos e professores da Escola Secundária Fernão Mendes Pinto (Turma do 8º ano de Percursos Curriculares Alternativos), Escola Secundária Cacilhas Tejo (Turma 12º ano Curso Cientifico Humanistico de Artes Visuais), da Escola Secundária Francisco Simões (Turma de 12º ano Curso Profissional de Comunicação e Multimédia), da Escola de Comércio do Porto (Turma de 10º ano do Curso Técnico de Marketing) e da Escola Profissional do Centro Juvenil de Campanhã (Turma do 12º ano do Curso Profissional de Multimédia).

Sete Anos Sete Escolas decorre desde 2016 e a partir de 2019 conta com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian no quadro do Programa Partis – Práticas Artísticas para a Inclusão Social, e com uma rede de parceiros alargada dos quais se destacam O Teatro de Ferro e a Câmara Municipal de Almada.