Quarta-Feira: A Máquina do Tempo

31 de maio, 15h30 / 19h
Teatro Ferro, Porto

Nesta peça-laboratório partimos dos dois gestos que, em Quarta Feira: O tempo das cerejas, são estruturalmente mais fortes – a apresentação de uma linha temporal feita de acontecimentos seleccionados e a construção de uma imagem. Com os alunos da ECP e da EPCJC encontrámos o dispositivo simultaneamente mais antigo e mais democrático da história da arte: o carvão. Em Quarta-Feira: A Máquina do Tempo risca-se uma linha temporal (e quem não (ar)risca não petisca!), uma forma colectiva de nos inscrevermos no tempo da cena, da vida. Esta linha que nos distingue e nos une é percorrida pela nossa máquina do tempo – feita de mulheres e homens hoje muito jovens, um dia adultos feitos de História e de Política, independentemente de esses assuntos hoje os interessarem muito ou pouco. Quarta Feira: A Máquina Do Tempo é uma caverna feita teatro, uma dança feita desenho ou um gesto que deixa rasto.

Sete Anos Sete Escolas é um programa satélite do projeto de criação Sete Anos Sete Peças de Cláudia Dias, que tem como objectivo o desenvolvimento de competências pessoais, de fruição e criação artísticas de jovens entre os 15 e os 20 anos, e a introdução de práticas artísticas no contexto da escola. O projecto, desenvolve-se em duas cidades – Almada nas Escolas Secundárias Fernão Mendes Pinto e Francisco Simões – e no Porto – Escola Profissional do Porto e Escola Profissional do Centro Juvenil de Campanhã,  e pretende afirmar que todos os cidadãos têm direito à experiência da criação e não apenas à fruição cultural.
Ficha Técnica

Criação e interpretação Alexandra Almeida, Alexandra Pereira, André Martins, Carlos Ferreira, Cristiano Coelho, Daniel Gonçalves, Daniel Tavares, Diogo Santos, Gabriel Gonçalves, Inês Barbosa, Inês Branco, Jéssica Rocha, João Cruz, Jorge Pinto, José Teixeira, Liliana Gonçalves, Nuno Fraga, Rafael Gonçalves, Sandra Nova, Sofia Ribada, Tatiana Costa, Tiago Silva (Escola de Comércio do Porto), Ana Ferreira, Gonçalo Silva, Marcos Sousa, Sónia Moura (Escola Profissional do Centro Juvenil de Campanhã).
Coordenação e direção pedagógico-artística Igor Gandra e Carla Veloso
Apoio à montagem Eduardo Mendes
Texto, espaço cénico e figurinos Criação colectiva
Fotografia e Vídeo Gonçalo Silva com Ana Ferreira, Marcos Sousa, Sónia Moura (Escola Profissional do Centro Juvenil de Campanhã).
Professores de Apoio Diana Monteiro e Maria João Pereira – Escola de Comércio do Porto; Sandro Moreira – Escola Profissional do Centro Juvenil de Campanhã
Coordenação e Produção Alkantara
Apoio à Produção Teatro de Ferro
Apoio Escola de Comércio do Porto e Escola Profissional do C. J. de Campanhã
Agradecimentos A toda a Comunidade Escolar

O Teatro de Ferro é uma estrutura financiada pela República Portuguesa -Cultura, Direção-Geral das Artes

O projecto Sete Anos Sete Escolas conta com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian no quadro do Programa Partis – Práticas Artísticas para a Inclusão Social, e com uma rede de parceiros alargada dos quais se destacam Teatro de Ferro e a Câmara Municipal de Almada.