Ir para o conteúdo

Conteúdo principal

Dança sem Idade

  • Dança sem Idade
  • Espetáculos
  • Conversas
  • Pesquisas

Até que idade se pode dançar?


Dança Sem Idade centra-se na questão da idade e do envelhecimento, seja no plano da dança seja num âmbito mais geral no seio da sociedade. A articulação das suas diferentes actividades visa contribuir para a desconfirmação de ideias pré-estabelecidas e ainda pouco contrariadas quanto à idade até à qual se pode dançar, e das expectativas por parte do público quando confrontado com um corpo fora destes parâmetros convencionados.


A normatividade inscrita na dança ocidental atinge as pessoas que, alcançados os 40 anos, se vêem consideradas como idosas, vivendo a discriminação. Ao invés, há que considerar a diferença abissal entre o Ocidente e outras culturas, como é o caso do Japão, onde o avançar na idade é encarado com respeito e admiração, sendo considerado que é então que artistas atingem o seu fulgor e excelência. Tornar presentes estas questões permite que a partir deste aspecto particular se estimule um olhar mais amplo sobre o corpo e o indivíduo na sociedade, desconstruindo parâmetros de exclusão que abrangem tantos segmentos da população.


A emergência sanitária do Covid19 subverteu o nosso quotidiano e as pessoas idosas, já frequentemente vítimas de condições de marginalização, contam-se entre as mais afectadas pela pandemia, no seu estado de saúde e obrigando um grande número à solidão. O mundo vive hoje uma profunda preocupação com o presente convulsivo e o futuro incerto. No entanto, não queremos esquecer o quanto este mesmo mundo tem sido, por sua vez, uma causa de exclusão para os corpos e todas as subjectividades que não estão em conformidade com os cânones de uma suposta normalidade, de beleza e de eficiência, como no caso das pessoas idosas - o que é transversal à classe de intérpretes de dança.


O termo idadismo foi adoptado na língua portuguesa, numa tradução directa do ageism que foi cunhado por Robert Neil Butler em 1969, para designar o estereotipar e/ou discriminação contra indivíduos ou grupos com base na sua idade. Numa parceria entre o Alkantara Festival e a EIRA, o programa Dança sem Idade quer promover a reflexão sobre o idadismo, em particular na esfera da dança, e contribuir para as ações para se lhe opor. Simultaneamente, é um testemunho do desejo de um futuro em que todas as particularidades tenham espaço de expressão.


O projeto coloca em diálogo profissionais da dança com mais de 40 anos e figuras académicas, de vários países, reivindicando espaço e visibilidade para corpos menos jovens e já não no fulgor da exuberância física, mas que com toda a sua experiência e inteligência motora acumuladas podem ainda interpelar e conquistar os públicos.


Contemplam-se três dias de práticas artísticas, abertos à participação de profissionais da dança com mais de 40 anos. Em cada dia, haverá uma proposta diferente de trabalho liderada por artistas com linguagens e práticas diferenciadas entre si, como são Nacera Belaza, Ali Chahrour e Francisco Camacho. Esta diversidade contribuirá para a activação e reciclagem artísticas destes participantes. No plano da reflexão teórica, promove-se um simpósio com figuras relevantes da investigação académica desenvolvida neste campo, no âmbito internacional, assim como uma conversa após a apresentação de VELHⒶS, com o seu coreógrafo Francisco Camacho e a coreógrafa e investigadora Susanne Martin, num diálogo sobre as suas práticas e perspectivas artísticas, com a moderação da jornalista e ativista cultural Carla Fernandes. VELHⒶS reúne um grupo de profissionais que já dobraram os 50 anos, com a música ao vivo de Sérgio Pelágio, e contando com a generosa participação de habitantes lisboetas com ainda mais idade.

Artigos relacionados:

  • 19.11 - 21.11.2021
  • Dança sem Idade

Novos conhecimentos

Atividades práticas para profissionais

  • SEX 19.11.2021 10H00
  • SáB 20.11.2021 10H00
  • DOM 21.11.2021 10H00
  • Dança sem Idade

Voltar ao inicio
This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

Your cookie preferences have been saved.