Ir para o conteúdo

Conteúdo principal

ALKANARA - Gaya de Medeiros - ©Fernando Santos
@ Fernando Santos

Gaya de Medeiros

Atlas da Boca

  • 20.11 — 21.11 2021
  • Espetáculos
  • Antestreia
  • TNDMII - Sala Estúdio
  • M/12
  • 45 min
  • Em português, com legendas em inglês

Atlas da Boca é uma investigação de dois corpos trans acerca da boca como lugar de intersecção entre a palavra, a identidade e a voz, o público e o privado, o erotismo e a política. Busca novas narrativas, explorando os verbetes que se abrem da boca para fora e que se lêem da boca para dentro.

Ficha Artística

Direção e produção Gaya de Medeiros Cocriação e Atuação Ary Zara, Gaya de Medeiros Provocação, conceção e design do "Breve Atlas da Boca" João Emediato Vídeos Ary Zara Luz e cenário João Pedro Fonseca Figurinos Kahumbi (Feiticeire) Operador de Som Milton Estevam Tradução e legendagem Joana Frazão Coprodução Alkantara e Companhia Olga Roriz Apoio à Criação Self-Mistake

Notas biográficas


Ary Zara é trans de identidade não binária licenciado em Cinema pela ULHT e com estudos em guionismo, como bolseiro, na Universidade do Texas em Austin. Premiado pela Zon e com uma longa metragem vendida à Ukbar, desenvolve preferencialmente estéticas de vídeo queer e encontra-se atualmente em pré-produção de uma curta-metragem financiada pelo ICA e produzida pela Take it Easy. Criador do projeto activista T Guys Cuddle Too através do qual se tornou palestrante em diversos eventos, dando também formação a empresas e em estabelecimentos de ensino.


Gaya de Medeiros é mulher trans, bailarina, dragqueen, coreógrafa, produtora e diretora.
Tem formação em Cinema de animação, Ballet Clássico e Dança Contemporânea e Dramaturgia. Trabalhou como bailarina da Cia de Dança do Palácio das Artes durante nove anos. Gaya criou 3 solos (É o amor outra vez, Proteína Desnaturada e After Party) e foi co-fundadora e produtora da Rede Sola de dança. Trabalhou como coreógrafa do Drag Taste Lisbon (2019-2021). Já trabalhou com criadores baseados em Portugal, dentre eles, Gustavo Ciríaco e Tiago Cadete. Em 2021 dirige Atlas da Boca e funda a BRABA.plataforma que visa apoiar, viabilizar e financiar iniciativas voltadas para a comunidade Trans/Não binária.


João Emediato é artista visual, designer e performer. Formado em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e em Teatro pelo Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado. Foi diretor de criação do Estúdio Lampejo entre 2014 e 2018, onde coordenou e desenhou diversos projetos de comunicação visual, com foco no mercado cultural. No teatro, atua como ator e assistente de direção em diversos projetos, em parceria com a Plataforma Planos Incríveis. Foi co-criador do LIO, um coletivo de performance e intervenções urbanas. Atualmente faz mestrado em Narrativas Visuais na Aalto University, Finlândia, onde pesquisa processos criativos entre artes gráficas e performance, explorando relações entre palavra e imagem.

Folha de sala - Atlas da Boca

Voltar ao inicio
This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

Your cookie preferences have been saved.