Sónia Baptista em criação de “THE ANGER! THE FURY!”

14 setembro – 04 de outubro
Espaço Alkantara

Sónia Baptista está em residência no Espaço Alkantara para trabalhar em “THE ANGER! THE FURY!” projeto com apresentações marcadas no Alkantara Festival 2020.

Nas Epístolas de Horácio é exposta pela primeira vez esta máxima: Ira furor brevis est. A ira é uma loucura temporária. Quanto tempo se mantém esse estado de urgência emocional? Essa paixão veemente? Durante três minutos? Em ciclos de meia hora ? Ou será que conseguimos, num minuto passar da placidez à raiva, à ira, à fúria? Como é que construímos dramatúrgica e emocionalmente uma sucessão desses momentos? Que forma têm, que forma ganham, essas paixões? São monstruosas? Somos, monstruosas?

Partimos da pesquisa e reflexão sobre textos clássicos, textos filosóficos contemporâneos, expressões de cultura popular, ensaios sobre sociedade e género, sobre ecofeminismo, sobre o desejo de uma vivência punk que desafia o status quo. Uma vivência hopepunk, com essa mistura radical de optimismo alimentado pela raiva de querer mudar o status quo. “A Gentileza é Punk. A Compaixão é Radical. O Apreço é Subversivo.”

Ficha Artistica

Direção, escrita e interpretação Sónia Baptista
Cocriação e interpretação  Joana Levi, Teresa Silva, Ana Valentim, Tita Maravilha, Paulo Pascoal, João Nunes Monteiro
Espaço cénico Raquel Melgue, Mariana Gomes, Sara Ivone
Figurinos João Caldas
Desenho Luz Daniel Worm
Vídeo Rita Barbosa, Jorge Jácome, Ana Libório
Música Original Rakta, Rodrigo Vaiapraia, Mynda Guevara
Acompanhamento dramatúrgico/ Ensaios / Conversas Patrícia Azevedo da Silva, Gisela Casimiro, Laura Erber
Consultora Científica Dra. Ana Cardoso Oliveira
Plataforma digital Raquel Melgue
Publicação Clara Amaral, Raquel Melgue
Direção de Produção Elisabete Fragoso
Produção Executiva Maria Albergaria
Comunicação Cláudia Duarte
Fotografia de Cena Alípio Padilha
Filmagem de Espetáculo Maria Braga
Apoios / Residências Rua das Gaivotas 6, Espaço Alkantara, Estúdios EVC e Companhia Olga Roriz
Coprodução Alkantara, TAGV/Festival End, O Espaço do Tempo e São Luiz Teatro Municipal

Notas Biográficas

Sónia Baptista nasceu em Lisboa. É formada em Dança Contemporânea pelo 
Fórum Dança. Em 2001, foi-lhe atribuído o Prémio Ribeiro da Fonte de Revelação na área da Dança pelo, então, Ministério da Cultura por Haikus, (o seu 
primeiro trabalho). Obteve, com distinção, o grau de Master Researcher in Choreography and Performance da Universidade de Roehampton em Londres, Reino Unido. No seu trabalho explora e experimenta com as linguagens da Dança,
Performance, Música, Literatura, Teatro e Vídeo. Trabalha em direcção de movimento e dramaturgia.
Para além de textos e poemas publicados em várias publicações tem já seis livros publicados.
Colabora com a CNB, com o Fórum Dança e ESTC em projectos pedagógicos.
 Dos seus últimos trabalhos destaca em 2014, In the Fall the Fox, e na
Queda Raposar, Festival Temps d’Images, 2015, A Falha de Onde a Luz, 
em 2016 estreou, no Festival Alkantara, Assentar Sobre a Subida das 
Águas e em 2017, Querer do Corpo, Peso, no São Luiz e Triste In English From Spanish, na Culturgest.
Ao longo do seu percurso artístico o seu trabalho foi apoiado pelo 
Ministério da Cultura/Secretaria de Estado da Cultura-DGartes, 
Fundação Calouste Gulbenkian e Centro Nacional de Cultura. 
O seu trabalho tem sido apresentado em vários Festivais e Teatros em
 Portugal e no estrangeiro.
Artista Associada da AADK Portugal.