Ir para o conteúdo

Conteúdo principal

ALKANARA - Teatro da Cidade - ©

Teatro da Cidade

Portas Abertas de Karōshi

  • 29.08 2019
  • Eventos Públicos
  • Artistas em residência
  • Portas Abertas
  • Espaço Alkantara
  • entrada livre

​​​​​​Karōshi (título provisório) é um projeto que surge da palavra japonesa que significa literalmente “morte por excesso de trabalho”. A partir deste conceito, o Teatro da Cidade pretende explorar os limites do ser humano face ao trabalho nos dias de hoje. O fenómeno Karōshi aparece pela primeira vez no fim dos anos 60, mas só nos anos 80 é reconhecido como fenómeno social, ligado a causas de excesso de trabalho, aquando de mortes súbitas de trabalhadores. Existem desde então vários relatos e medidas tomadas pelo Organização Internacional do Trabalho e pelo próprio Ministério de Saúde do Japão, em resposta a este acontecimento.

Tendo isto em vista, o espetáculo propõe-se a questionar os limites do corpo humano que se tenta adequar à sociedade em que vive, que lhe exige a produção rápida, eficiente, vivendo de objectivo em objectivo, muitas vezes vendo a recompensa posta em causa. As pessoas do século XXI, que se rendem à gravidade, e que adormecem no metro, nas escadas de uma estação de comboios, no passeio, alheadas da vida, adormecem até sucumbir completamente. O trabalho são os nossos dias, o local de trabalho o mundo inteiro. É também por este confronto entre espaço e tempo de trabalho que passará a construção do espetáculo. Propomos uma reflexão que passe pelo corpo do intérprete, uma narrativa do corpo humano e os seus limites, sustentada pela construção de um texto original e o apoio ao movimento de Luca Aprea.

Ficha Técnica

Texto e Encenação Criação Colectiva Teatro da Cidade Interpretação Bernardo Souto, Guilherme Gomes, João Reixa, Nídia Roque, Rita Cabaço Cenografia Ângela Rocha Apoio ao movimento Luca Aprea Desenho de luz Rui Seabra Produção Teatro da Cidade

Este espectáculo é uma criação colectiva do Teatro da Cidade, em coprodução com o Teatro Nacional D. Maria II

Mais informações

Teatro da Cidade, fundado em 2015, tem como membros fundadores Bernardo Souto, Guilherme Gomes, João Reixa, Nídia Roque e Rita Cabaço. Desde a sua estreia em 2016 com OS JUSTOS, de Albert Camus, no Teatro do Bairro Alto, apresentou quatro produções originais e foi convidado a integrar a programação do Festival de Almada, e do Teatro Nacional D. Maria II. Em Novembro de 2019 apresentará a sua quinta produção em coprodução com o TNDMII, que será uma criação colectiva. O Teatro da Cidade tem vindo a desenvolver o seu trabalho com base em textos teatrais, e na produção própria de textos originais que cria para os espectáculos. Inspirando-se nas mais diversas temáticas, as criações do Teatro da Cidade partem de uma reflexão constante perante movimentos sociais e políticos que nos parecem fundamentais questionar.

Teatro da Cidade

TEATRO DA CIDADE fundado em 2015, tem como membros fundadores Bernardo Souto, Guilherme Gomes, João Reixa, Nídia Roque e Rita Cabaço. Desde a sua estreia em 2016 com OS JUSTOS, de Albert Camus, no Teatro do Bairro Alto, apresentou quatro produções originais e foi convidado a integrar a programação do Festival de Almada, e do Teatro Nacional D. Maria II. Em Novembro de 2019 apresentará a sua quinta produção em coprodução com o TNDMII, que será uma criação colectiva. O Teatro da Cidade tem vindo a desenvolver o seu trabalho com base em textos teatrais, e na...

Voltar ao inicio
This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

Your cookie preferences have been saved.