Ir para o conteúdo

Conteúdo principal

ALKANARA - Marcus Bergner & Myriam Van Imschoot - ©m&m
@ m&m

Marcus Bergner & Myriam Van Imschoot

Total Poetry and Contestation

  • 12.03 — 31.03 2019
  • Candidaturas
  • Eventos Públicos
  • Espaço Alkantara
Prazo final para candidatura, 31 de março
Workshop, 24-26 de abril, das 14h às 18h
Soirée Performance-Projeção-Conversa, 27 abril, 19h

O workshop Total Poetry and Contestation é parte do ciclo Expanded Practices All Over, composto por três encontros internacionais em formato ‘workshop-conferência-performance’, organizado por Paula Caspão no Centro de Estudos Teatrais /FCT, entre Abril de 2019 e Abril de 2020.

O workshop Total Poetry and Contestation propõe um formato que fomos descobrindo ao longo dos últimos anos, trabalhando em escolas de arte e festivais. A nossa abordagem situa os participantes do workshop como colaboradores a partir do primeiro dia, pois é com eles que contamos fazer e performar tudo o que ali acontecer. O enquadramento permite-nos alternar entre diferentes campos disciplinares e práticas artísticas, de modo a convocar estratégias poéticas e fluidas de implicação com manifestações de ‘poesia sonora’ e outras artes de voz, em consonância com as necessidades do contexto que nos acolhe e com as inquietudes do momento.

‘Poesia Total’ é um termo criado pelo poeta italiano Adriano Spatola, uma expressão que aparece no seu livro Toward Total Poetry, quando “procurava um suporte total que escapasse às limitações da poesia e pudesse incluir o teatro, a fotografia, a música, a pintura, a tipografia, técnicas cinemáticas e qualquer outro aspecto da cultura capaz de sustentar a ambição utópica de revitalizar e reformular a arte”. Para nós, esta instância abre uma via com dois sentidos. Se Spatola parte da poesia para abordar as outras artes, também podemos proceder ao movimento inverso e abordar a poesia através das outras artes, como recurso para experimentar com as potencialidades – de criar o in/compreensível, de fazer e desfazer sentidos, de percepcionar – da linguagem e com todas as suas capacidades performativas.

A convicção que sustém a nossa abordagem é que os nossos sistemas de comunicação são regulados por estruturas normativas de poder (inerentes à linguagem), que apelam à contestação e à revisão. A retórica tem vindo a ser subvertida pela política, tal como a poesia tem vindo a ser (ab)usada pelas indústrias publicitárias. Contra tal terror, adoptamos diversas formas de fazer-sentidos na fronteira com o murmúrio, o gaguejo, o canto, o grito de amor ou o ‘ficar sem palavras’ [wordlessness, segundo Stefan Hertmans]. Contra o poder da autoridade convocamos a força da expressão vocal libidinal. E nisto não estamos sozinhos: no workshop mapearemos os nossos aliados e as nossas fontes de inspiração, através de estudos de caso, leituras, projecção de materiais originais do ‘futurismo orgânico’ russo, e de outros movimentos de contestação e de prática avant-garde.

Globalmente, o workshop propõe repensar a nossa actividade vocal a partir de um largo espectro de posições a habitar e/ou a deslocar.

Como submeter a candidatura

Para participar no workshop, enviar um parágrafo de motivação (até 250 palavras) e uma biografia resumida (até 150 palavras), em inglês ou em português, para pcaspao@gmail.com, até 31 de Março.

A notificação de aceitação das candidaturas será enviada até 5 de Abril, e confirmada após pagamento de uma taxa de inscrição: 40€

A língua do workshop é o inglês. Decorre entre 24 e 26 de Abril, mas é um compromisso que inclui disponibilidade para participação – como performer no trabalho final decorrente do workshop, ou como espectador e (potencialmente) conversador – na soirée de 27.

Mais informações

CLANGUAGE. Publicação digital de Arf Arf.

What Nature Says. Performance vocal de Myriam Van Imschoot.

Le Cadeau. Filme de Myriam Van Imschoot.

Marcus Bergner

Marcus Bergner is an Australian artist and filmmaker now living and working in Brussels. His experimental films are distributed by Light Cone in Paris, and the German Film Archives in Berlin. He has performed and exhibited work in the field of sound poetry throughout Europe and Australia, and his most recent solo performance was part of ‘The Autobiographical” at Performance aan de Laan, in Rotterdam. He is a member of the Australian sound poetry group Arf Arf.

Myriam Van Imschoot

Myriam Van Imschoot is a Brussels-based performance artist, mostly working with oral documents and vocal practices, embracing the media of performance, literature, sound poetry and video. Her work was shown across Europe in musems, galeries and festivals. Currently her film on the youyou (‘Le Cadeau’ 2018) can be seen in various film festivals and arts centers in Europe and Asia. Last year she directed Splash!, in collaboration with Christine De Smedt, a piece for the swimming pool that involved 55 participants.

Voltar ao inicio
This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

Your cookie preferences have been saved.