Ir para o conteúdo

Conteúdo principal

ALKANARA - Rita Natálio - ©Rita Natálio
@ Rita Natálio

Rita Natálio

Fóssil [Terra Batida]

  • 26.11 — 27.11 2020
  • Estreia absoluta
  • Teatro São Luiz - Sala Bernardo Sassetti
  • entrada livre
  • mediante levantamento de bilhetes
  • M/12
  • 90 min
  • em português, legendado em inglês

Fóssil é a continuação da série de performances-conferência de Rita Natálio iniciadas com Antropocenas (2017, colaboração com João dos Santos Martins) e Geofagia (2018).

Se a figura do zombie foi central para entender o funcionamento do capitalismo e do conceito de biopolítica no século XX, a figura do fóssil - o que é extraído da terra e o que acumula tempo ou história - convida hoje a pensar sobre a crise generalizada que muitas pessoas têm chamado de Antropoceno. Aqui se constrói um fóssil do extrativismo contemporâneo, refletindo sobre como a geologia e os processos que ocorrem “dentro da terra” estão inscritos e se inscrevem na história humana. Um livro-performance onde a linguagem atravessa diferentes escalas e se expõe à sabotagem.

Fóssil convive com uma série de trabalhos do artista visual Hugo Canoilas, proposta que surgiu do convite do Atelier-Museu Júlio Pomar para uma performance no fecho da exposição "Antes do Início e Depois do Fim", comissariada por Sara António Matos e Pedro Faro. As apresentações serão seguidas de conversas com João Prates Ruivo, Greve Climática Estudantil e Climáximo.

  • 26 de novembro João Prates Ruivo - “Solos Antropogênicos: fabulando um Instituto dos Solos em Portugal
  • 27 de novembro Climáximo (Carlos Godinho) e Greve Climática Estudantil (Andreia Galvão e Sofia Oliveira)

Terra Batida é uma rede de pessoas, práticas e saberes em disputa com formas de violência ecológica e políticas de abandono. O conhecimento singular e local de conflitos socioambientais, aliado à ação em rede, convocam resistência aos abusos extrativos e também pedem cuidado: para especular e fabular, para construir visões e vidências sensoriais entre mundos exauridos e exaustos. Todos os eventos do Terra Batida no Alkantara Festival são de entrada livre.

Conceção e texto Rita Natálio Som Rui Antunes Pinturas, menir e escultura Hugo Canoilas Diálogos textuais Elizabeth Povinelli, Katryn Yussof, Karen Pinkus, Malcolm Ferdinand Miguel Rego, Jornal Mapa Tradução Tiffany Higgins Assistência artística João dos Santos Martins Ensaios e residências MDance, Espaço Alkantara, Estúdios Victor Córdon, PENHASCO Apoio Fundação Calouste Gulbenkian

Rita Natálio é artista e pesquisadora. Os seus espaços de prática relacionam poesia, ensaio e performance. Doutoranda em Estudos Artísticos na FCSH-UNL e Antropologia na USP, pesquisa desde 2014 o recente debate sobre o conceito de Antropoceno e o seu impacto sobre a redefinição disciplinar e estética das relações entre arte, política e ecologia. Realizou uma série de conferências-performance, entre elas Antropocenas (2017) com João dos Santos Martins, e Geofagia (2018). Em 2019, participou num grupo curatorial fomentado por Ailton Krenak que organizou “Ameríndia: percursos do cinema indígena no Brasil” na Fundação Calouste Gulbenkian. Em 2020, Rita Natálio co-organizou o seminário “Re-politizar o Antropoceno” dentro do projeto internacional Anthropocene Campus Lisboa com Davide Scarso e Elisabeth Johnson, projeto originado em no HKW em Berlim. Co-organiza, com André E.Teodósio, uma chancela editorial Ed.______ que resulta da parceria Sistema Solar/Teatro Praga e que tem como foco as artes performativas e os sistemas de poder e protesto na atualidade

Hugo Canoilas vencedor do Kapsch Art Prize 2020, na Áustria, tem vindo a expor regularmente em Frankfurter Kunstverein, De Appel, Fundação Calouste Gulbenkian, Bienal de São Paulo, Kunsthalle Wien, Museu do Chiado, Mumok e Museu de Serralves. Foi responsável pela edição "OEI#80-81: The zero alternative: Ernesto de Sousa and some other aesthetic operators in Portuguese art and poetry from the 1960s onwards", co- editada com Cecilia Groenberg , Jonas (M) Magnusson e Tobi Maier. Criou e desenvolve o projecto coletivo A Gruta na cave da Galeria Quadrado Azul em Lisboa e, conjuntamente, com Nicola Pecoraro e Christoph Meier dirige o espaço Guimarães em Viena.

João Prates Ruivo licenciou-se em arquitectura no Instituto Superior Técnico em Lisboa. Em Atenas fundou uma prática em nome próprio, FORA, com Raquel Oliveira e João Fagulha. Leciona atualmente na Syracuse University, em Londres, e lecionou cadeiras de arquitectura na University of Liverpool e na Goldsmiths University London, onde atualmente é aluno de Doutoramento. O projeto de pesquisa Soil Politics investiga as transformações técnicas dos solos após a Segunda Guerra Mundial, em particular o papel das missões de reconhecimento pedológico na reconfiguração territorial que ocorreu durante o conflito anti-colonial em Angola. No presente, pesquisa as possibilidades de práticas situadas de resistência no contexto das transformações ecológicas decorrentes do projecto de cultivo intensivo da barragem do Alqueva, no Alentejo.

Pólen é uma plataforma de vídeo que faz cobertura de conflitos ambientais em Portugal e as variadas formas de resistência: protestos, ações, discussões e soluções. Fazem cobertura em vídeo em parceria com o projeto Portugal Ambiente em Movimento, onde estão hoje inventariados mais de 120 conflitos, divididos pelos eixos temáticos: agricultura, indústria, mineração, resíduos, energia, megaprojetos e gestão do território.

Facebook Pólen

Youtube Pólen

Rita Natálio

Rita Natálio: Artista e pesquisadora. Os seus espaços de prática relacionam poesia, ensaio e performance. Doutoranda em Estudos Artísticos na FCSH-UNL e Antropologia na USP, com bolsa FCT, pesquisa desde 2014, o recente debate sobre o conceito de Antropoceno e o seu impacto sobre a redefinição disciplinar e estética das relações entre arte, política e ecologia. Estudou Artes do Espetáculo Coreográfico na Universidade de Paris VIII e é mestre em Psicologia pela PUC-SP onde estudou as relações entre imitação e invenção na obra de...

Artigos relacionados:

Voltar ao inicio
This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

This website is using cookies to provide a good browsing experience

These include essential cookies that are necessary for the operation of the site, as well as others that are used only for anonymous statistical purposes, for comfort settings or to display personalized content. You can decide for yourself which categories you want to allow. Please note that based on your settings, not all functions of the website may be available.

Your cookie preferences have been saved.